quinta-feira, 13 de novembro de 2008

SALÃO E CONGRESSO NACIONAL DE CERÂMICA




De 6 a 9 de novembro, aqui em Curitiba, aconteceu o Congresso Nacional de Cerâmica. É do mesmo porte do Contaf de São Paulo. Evento indispensável no mundo cerâmico tupiniquim. São Paulo (na Cerâmica Artística= Megume, Norma Grimberg, Ideko) e o nordeste ( na Cerâmica popular= Mestre Nado, Paneleiras de Belém, Paraíba, Caruaru, Bahia) estão presentes influenciando positivamente o desenvolvimento cerâmico Nacional. O Contaf, infelizmente, dará um tempo, até 2010, para acontecer novamente. Precisamos valorizar cada vez mais o Congresso Nacional patrocinado pelo Governo do Estado do Paraná. Além deste invenstimento, ainda tem o Salão Nacional de Cerâmica, paralelo ao evento, o único deste gênero, em Cerâmica, no Brasil, com prêmio de $7.000,00 para os três primeiros colocados em Cerâmica Artística, Design e Popular. Claro que essa grana é mínima, mas de alguma forma valoriza além do dinheiro aqueles que apresentam um trabalho de qualidade, bem como todos os demais participantes selecionados para o Salão.
O Congresso é um ponto de referência, um lugar de troca de experiências e contactos,
Fiz oficina com o Megume, cujo tema era "O Cadáver Esquisito" um jogo coletivo surrealista inventado na França em 1925. Foi uma Oficina muito bem conduzida e de grande integração entre os participantes que resultou num gran finale emocionante.
O que tenho pensado sobre o trabalho artístico é o que acredito ser a necessidade premente do Ser Humano, frente ao desenvolvimento tecnológico e a degradação acelerada do planeta. Todos os habitantes humanos do Planeta Terra precisam pensar na curta duração da sua existência e que é necessário preservar a Natureza. Não adianta um trabalho de vanguarda, contemporâneo, com conceito, poética, se ao seu lado tudo é destruído: espécies animais e vegetais são extintas. O trabalho artístico precisa conter este grito de desespero e ao mesmo tempo de esperança. O nosso lugar no Cosmos, coordenadas cósmicas, está definido. O limite do nosso mundo visível está quantificado. O homem está no ponto médio entre o macro e o microcosmo. Nossa solidão cósmica aumenta com o aumento da nossa compreensão das dimensões cosmológicas. Todavia, a Vida e o Homem continuam sendo o mistério. A desconstrução desenfreada junto com a Maldição da Tabela Periódica (não teremos descanso enquanto não separarmos todos os elementos químicos do planeta, colocando-os organizadamente cada um no seu lugar...), somado à alugação da nossa cabeça com a sobrevivência diária, tornaram a vida muito rápida e curta, com atrativos reduzidos.... E por aí afora...
Fui selecionado com duas obras para o Salão Nacional de Cerâmica. Numa delas quis sintetizar meu sentimento de oprimido pelas contingências e exigências do dia a dia. São as Balas de Canhão = a vertigem do cotidiano conduzido para o nada, tangido pela força disfarçada dos mais fortes. A obra carece de força, necessita mais poesia, quero desenvolver melhor este tema. Perseguir mais essa idéia, ir mais longe, colocar mais coisas. O título foi inspirado no Riobaldo Tatarana do Guimarães Rosa "... no meio do redemunho!"
A outra obra, chamada Dodecatoplatonis são dodecaedros empilhados, que somados mede 1,55m de altura. A queima é de Raku, com bastante sódio na formulação do vidrado para aumentar o c`raquelê. São todos vidrados formulados para estas peças.

3 comentários:

Alexandra Camillo disse...

Participei do congresso de Curitiba pela primeira vez e gostei muito. As oficinas foram muito boas, estava tudo bem coordenado. Entre as diferenças que mais destaco em relação ao CONTAF é que este é mais comercial, nos coloca a par de muitos materiais e as instalações do Senai permitem outros tipos de oficinas. Em Curitiba encontrei oficinas com mais tempo de aula. Os dois se completam.

. disse...

Muito bem colocada tua observação, Alexandra. O Senai é uma escola de Cerâmica, com vantagens que os participantes do Contaf usufruem.
Narciso.

. disse...

Muito bem colocada tua observação, Alexandra. O Senai é uma escola de Cerâmica, com vantagens que os participantes do Contaf usufruem.
Narciso.